quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

O AMOR É ASSIM...


O amor é assim... Poético! É como música, agradável.
Palavras que podem parecer bobeira de pessoas apaixonadas
Mas guardam uma intensidade que é só delas!



Amor é fôlego de vida...
é como ar que não vemos, não conseguimos pegar
É como o vento, nos impulsiona, meche com a gente, nos leva adiante, nos faz prosseguir

Por vezes o amor é como flor, singelo, perfumado, belo, simplesmente encantador
Em outras é como espinho que fura, perfura, fere o coração apaixonado
Nos faz chorar

Amor é alimento, alimenta a alma
O amor ama o ser amado

Amor não é concreto, não é algo que podemos medir, controlar
Ele surge, arrebata, é paixão desmedida, fogo
Mas é também ternura, cumplicidade

Não faz cobranças, está sempre disposto a dar-se pelo outro
Amor age, espera, cala, sorri, chora
Emoções que permeiam um único coração
E por experimentar todas essas emoções e outras mais
Que eu escrevo

Porque por vezes o sentimento sente necessidade de ser expressado,
Anseia ser liberto de estar apenas no coração
Deseja se cantado, tocado, falado, escrito pro amado

Palavras... apenas palavras
Vãs se não forem sustentadas pela verdade
Inúteis se não forem lidas
Fracas se não houver integridade nelas
Mas flechas quando lançadas por um coração que ama
Se você apenas sentir-se amado ao lê-las
Terão atingido seu objetivo

Porque palavras de amor são para tocar o coração
Fazer sorrir, chorar
Parar o tempo
Estarmos a sós
Eu escrevendo e você lendo-me
Afinal... sou eu nessas palavras
Já dizia o poeta “ é a minha carne que está em minhas palavras”

Escrevo porque o papel aceita o que digo
Concorda com o que eu escrever
Ele é testemunha dos sorrisos bobos em meu rosto ao escrever
Das lágrimas que vez ou outra escorrem quando me emociono
Do olhar apaixonado divagando ao longe

Um escritor disse que ler é fazer amor com as palavras
Pois estas adentram nossos olhos, ouvidos,
Caminham dentro de nós
Desenham nossas reações, dão prazer ao coração

Quero eu que minhas palavras desenhem um sorriso em teu rosto
Pois são palavras despidas de maldade
Revestidas de amor e paixão
Que fluem intensamente em mim

Palavras doces
Geradas ao ouvir seu nome

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi... muito obrigada por ler a postagem e enviar seu comentário!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...