domingo, 4 de setembro de 2011

FLORES AO INVÉS DE PEDRAS


Sempre estamos entre dois caminhos a seguir, duas atitudes a tomar. Dia após dia a vida nos apresenta situações onde podemos escolher como vamos reagir, o que deixaremos aos outros, como enfrentaremos os desafios cotidianos, as surpresas e intempéries  da vida.


A VOCÊ

O som da sua voz é música
O brilho dos seus olhos luz
Sorriso, inspiração
Boca, paixão


sábado, 3 de setembro de 2011

ABANDONO


Um poema do fel
Da dor do réu
Que após confessar seu "crime"
É punido com o silêncio súbito
É banido da vida
Como um animal


Doce musica que encanta
Engana a alma
Canta o prelúdio da viagem
A morte de alguém em minha vida

Vida

Mas a vida é assim....
Nos ensina a cada dia...
E nos trata como a tratamos.

Tudo bem eu estou bem
Afinal um sonho para que acabe
BASTA ACORDAR

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

AMOR ROMÂNTICO - Fernando Pessoa



O amor romântico é como um traje, que, como não é eterno, dura tanto quanto dura; e, em breve, sob a veste do ideal que formámos, que se esfacela, surge o corpo real da pessoa humana, em que o vestimos. O amor romântico, portanto, é um caminho de desilusão. Só o não é quando a desilusão, aceite desde o príncipio, decide variar de ideal constantemente, tecer constantemente, nas oficinas da alma, novos trajes, com que constantemente se renove o aspecto da criatura, por eles vestida.
Fernando Pessoa
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...